Silêncio

O silêncio reinava ao meu redor

Tudo estava escuro e vazio

Sereno como um pássaro sem asas para voar…

Algumas estrelas brilhavam no céu…

 

O silêncio da noite dormia no fundo dessa solidão

Parecia que o tempo estava estático.

Contava os dias e horas, minutos e segundos,

Não vendo a hora de voltar!

 

Sinto-me muito triste, na escuridão

Como uma noite sem luar, uma saudade imensa que invade o meu coração

Não quero mais viver nessa agonia!

A ponto de um momento parecer um século

Quero voltar e viver sem lágrimas de saudade

 

Adelça Furtado

Anúncios

One thought on “Silêncio

  1. ola Adelaca!
    Gostei muito do teu poema.
    Ha momentos em que o silencio vale por mil palavras ditas, mas ha outros em que e preciso falar aquilo que nos vai na alma com aintencao de desabafar.
    “Silencio”…
    para muitos e sinonimo de solidao, tristeza e agonia e para tantos outros simboliza a privacidade, a liberdade e o direito de pensar com o coracao.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s