Paráfrase (Síntese Informativa)

1. Conceito: reformulação que restitui o sentido de um discurso (texto ou enunciado), explicitando as suas ideias centrais, mostrando que se compreendeu a ideia original (tradução dentro da própria língua)

 2. Condições de uso: traduzir uma informação com a qual se está de acordo, para uma linguagem mais acessível para que ela chegue a um maior número de pessoas.

 3. Formas parafrásticas:

Paráfrase substitutiva ou reprodutiva (reprodução): tradução livre ou quase literal de um outro texto, repetindo as ideias originais, com palavras mais simples, mas próprias (substituição de palavras por outras de sentido equivalente, dizer por outras palavras)

    • Pode ser usado no mesmo contexto e situação, mas deve ser evitado nos trabalhos académicos pois este tipo de paráfrase está próxima da cópia esclarecendo muito pouco as ideias e não mostrando com clareza que se compreendeu
  • Paráfrase explicativa ou metáfrase: reescrita, em termos mais simples, esclarecendo sentidos obscuros ou não totalmente explícitos e ampliando ideias tornando o texto claro, incisivo e evidente, com recurso ao desenvolvimento de conceitos e à argumentação.

 Paráfrase desenvolvimento ou amplificação: reescrita, acrescentando definição dos termos utilizados, exemplos, comparações, contrastes, exposição de relações de causa e efeitos, metáforas, diferentes formas de redundância entre outros (mesmo assim, mantém valor estétitco-estilístico).

 4. Características da linguagem

  •  Clareza
  • Concisão
  • Objectividade
  • Simplicidade
  • Precisão vocabular
  • Recursos da pontuação
  • Presença de fórmulas fixas (expressões que apontam a transição para a paráfrase), tais como: quer dizer, ou seja, como se dizia, por outras palavras, em síntese, em suma, isto é, tal (não) significa

 5. Não é

  • Mera substituição das palavras de um texto
  • Transcrição literal ou citação, sem colocação de aspas
  • Resumo
  • Condensação

6. Procedimentos:

 1)      Leitura rápida para se inteirar do conteúdo

2)      Leitura atenta para perfeita compreensão, não esquecendo de:

  • Sublinhar em cada parágrafo as ideias principais
  • Escrever à parte essas ideias

3)      Reescrever essas ideias, reafirmando ou esclarecendo as ideias centrais do texto original e dando-lhes uma redacção própria, respeitando as seguintes exigências:

i)        Basear-se no texto

ii)      Manter a mesma ordem de ideias

iii)    Não modificar o sentido original

iv)    Não omitir nenhuma informação essencial

v)      Não acrescentar informações novas. O que se inclui são aspectos relevantes da opinião pessoal de quem faz a paráfrase (comentários, idéias e impressões ou críticas bem fundamentadas)

vi)    Não comentar qualquer ideia do texto original

vii)  Utilizar vocabulário diferente sempre que possível

viii)                       Mudar o registo discursivo

ix)    Distanciar do texto original, criando construções alternativas, operando transformações formais mediante, entre outros, os seguintes procedimentos:

  • Omissão de termos facilmente subentendidos
  • Substituição das palavras por outras, com recurso às relações de significado entre elas (sinonímia, hiponímia, hiperonímia)
  • Nominalização
  • Inversão da ordem dos elementos das orações
  • Inversão da ordem dos períodos
  • Mudança de voz verbal
  • Conversão de frases negativas em afirmativas de igual valor (ou vice-versa)

 7. Bibliografia:

 CRUZ, Odete Ferreira da; ZANINI, Marilurdes. Paráfrase: campo de criação e trabalho nos textos dos detentos. In: CELLI – Colóquio de Estudos Linguísticos e Literários. 3, 2007, Maringá. Anais… Maringá, 2009, p. 1904-1912.

DUARTE, Vânia M. N. Paródia e Paráfrase: exemplos de intertextualidade. Acessível em: http://www.portugues.com.br/redacao/parodiaparafraseexemplosintertextualidade.html (Acedido em: 26 junho 2012)

GARCIA, Othon M. Comunicação em Prosa Moderna. Editorial da Fundação Getúlio Vargas. Rio de Janeiro. 1992.

MEDEIROS, João B. Redação Científica. S. Paulo. Editora Atlas. SA. 2008. Pp. 167-171

 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s