A relíquia

Autor: Eça de Queirós

A relíquia começa com uma apresentação em que o narrador e a personagem principal da história Teodorico Raposo, tentam explicar ao leitor o que o levou a compor as memórias da sua vida. Ela diz que a principal justificativa esta no fato de tanto ele como o seu cunhado, Crispin, acreditarem que as suas memorias encerram ´´uma lição lúcida e forte’’, sendo merecedores, portanto, da imortalidade que a literatura propicia. Essa narrativa se centra numa viagem feita por Teodorico ao Egipto e a Palestina, logo após ter tido uma decepção amorosa, e esta viagem lhe promoveu mudanças significativas em seus bens e em sua moral. Ele relata os casos que provocaram as suas mudanças na sua vida. Mas, também há uma outra parte das suas memórias em que ele promove uma correcção do livro do seu amigo Topsius em que nessa obra ‘‘Jerusalém passeada e comentada´´, Teodorico também escreve as suas memórias relatando-nos toda a sua vida, desde a história do encontro de seus pais, ate o momento da decisão de transformar suas experiências de vida em literatura.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s