Domingo à tarde

Fernando Namora

Domingo á tarde capitulo I

Este capítulo fala de um doutor profissional, mas muito arrogante, frio, e irónico. Este doutor não tinha medo de encarar a verdade era muito aberto no seu trabalho, tinha um pequeno problema que era socializar-se no trabalho devido as sua maneiras como trabalhava. Esta maneira de socializar fez com que ele escolhesse os seus próprios doentes. Este doutor também fala dos clientes e os seus problemas, como é que eles seguiam as consultas, e que muitos deles devido a seus problemas queriam que ele fosse mais solidário com os problemas que eles tinham. Neste capitulo o Doutor fala de uma estagiária que se chamava Lúcia uma única pessoa que consegui trabalhar junto com ela sem qualquer problema, devido a sua professionalidade e o seu comportamento. Passavam noites no hospital até que a Lúcia descobriu do seu gosto pelo café conversavam ela foi criando interesses nele convidando -o para irem ao cinema. Eles saíram, como amigos mas com o objectivo de se conhecerem melhor.

Reflexão

Primeiramente gostei muito desse livro, porque apresenta uma pessoa verdadeira, clara, e objectiva sem medo de enfrentar qualquer problema mas sim de resolve-las principalmente um Doutor ajuda as pessoas a encararem as suas doenças e lutarem contra ela.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s